top of page
  • Foto do escritorAGM

Confira os premiados da II Copa Sul-Americana de Cerveja

Cerimônia de premiação aconteceu nesta quinta-feira (25), em Bento Gonçalves/RS, durante feira da Envase Brasil. Ao todo, 957 amostras foram julgadas por juízes de quatro países.


Todos os olhos do mercado sul–americano de cervejas estiveram voltados para Bento Gonçalves (RS) na semana passada. De 23 a 25 de abril ocorreu o julgamento da Copa Sul Americana de Cervejas, que reuniu especialistas de quatro países e várias regiões do Brasil. A programação aconteceu paralelamente à feira Envase Brasil, um dos maiores eventos do setor de bebidas da América Latina.


Entre os premiados da competição, o Best of Show foi concedido para as cervejarias Konigs Bier (SC), Unika (SC), e Funil (MG), com ouro, prata e bronze, respectivamente nesta ordem. Já a conquista de Melhor Cervejaria da Copa também foi conquistada pela catarinense Unika.


Além dos grandes vencedores, é importante destacar o excelente desempenho de nossas cervejarias associadas:


🥇. OURO:

Zagaia Brewery – 02 medalhas (LOBISOMEM DO PERAU, Nelson’s Manor)

Cervejaria Edelbrau – 03 medalhas (EDELBRAU DUNKEL, EDELBRAU WEE HEAVY, EDELBRAU ALTBIER)

Fora da Lei Craft Beer - 01 medalha (La Tripel)

La Birra Cervejaria - 03 medalhas (La Birra Berliner Weisse Framboesa, La Birra Irish Red Ale, La Birra Belgian Honey Tripel)

Cervejaria Salva - 03 medalhas (Session IPA, Eisbock, Pastry Morango Queimado),

Cervejaria Stier - 02 medalhas (Stier Weiss, Stier Stout).


🥈. PRATA:

Cervejaria Salva - 04 medalhas (Don’t CRYO tonight, American Pale Ale, Dryer Machine, Premium Lager)

La Birra Cervejaria - 02 medalhas (La Birra Biere de Garde, La Birra Oatmeal Stout)

Fora da Lei Craft Beer - 01 medalha (Dois Mundos)

DNA Beer - 01 medalha (DNA Beer - T. Cacao)

Jimmy Eagle Brewery - 01 medalha (Jimmy Eagle Eddie Horse)

Cervejaria Paralelo 30 - 01 medalha (Showpe Lager).


🥉. BRONZE:

Cervejaria Stier - 02 medalhas (STIER EXPORT, STIER RED ALE)

La Birra Cervejaria - 01 medalha (La Birra Australian Pale Ale).


A jurada Marina Pascholatti, engenheira agrônoma formada pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), técnica em alimentos pelo Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (IFSULMINAS), sommelier de cervejas e juíza BJCP, destaca o aumento significativo do número de inscrições e o crescimento da representatividade que o concurso teve de uma edição para outra, e ainda acrescenta:


“As cervejas que avaliei demonstraram um padrão consistente, com amostras que realmente se destacaram pela qualidade e inovação. Vale comentar que me chamou a atenção a variedade de inovações apresentadas pelas cervejarias. Foi interessante ver diferentes ingredientes, combinações e técnicas usadas nas cervejas.’’


 




7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page